Logo quando uma empresa está em expansão umas das principais necessidades é conectar todos os departamentos e serviços mas para isso é preciso um servidor. Uma tarefa que parece simples na verdade pode ser tornar bem complicada...

Afinal, existem muitos servidores disponíveis no mercado, quem não é da área de tecnologia pode ficar confuso na hora de escolher qual o melhor servidor para a sua empresa.

Para não ter erro na hora de escolher, é preciso entender qual é a função e utilidade.

Os servidores têm como objetivo suportar diversos usuários na mesma rede, e são projetados para responder e executar diversas atividades, além de hospedar dados e gerenciar o tráfego de rede.

Fatores como funcionalidades e aplicações, hospedagem de dados e tráfego devem ser levados em consideração.


Para ajudar vocês nessa escolha, iremos apresentar 6 tipos de servidores disponíveis no mercado.


Servidor compartilhado

É o tipo mais comum de servidor. Também chamado de web hosting compartilhado, esse servidor é mantido por uma empresa especializada. Nele, há espaço e recurso que são compartilhados com uma série de outras empresas que utilizam o serviço. É usado principalmente para pequenas empresas, e que não rodam aplicações complexas – geralmente não excedem os 10 gigabytes. Em muitos casos, mais de 100 empresas costumam dividir o mesmo web hosting.

Cloud Hosting

Também chamado de “grid hosting”, esse servidor funciona de maneira semelhante ao servidor compartilhado. No entanto, uma diferença é fundamental: trata-se de um dos tipos de servidores escaláveis. Isso possibilita que vários servidores sejam colocados em linha, passando a operar como se fossem um único servidor, mas de capacidade bem maior.

Virtual Private Servers
O Virtual Private Servers é o servidor intermediário entre os serviços compartilhados e aqueles de dedicação exclusiva. Embora seja uma mesma máquina em uso, as partições são distintas, o que evita os riscos de você ser “derrubado” quando houver instabilidade no servidor.

Reseller hosting
Também trata-se de um servidor compartilhado, mas com ferramentas que permitem que a empresa revenda ou realoque parte do seu espaço contratado com a empresa de web hosting.

Servidor dedicado

Esse é um tipo de servidor onde você aluga um servidor físico em uma empresa de web hosting. Nesses casos, o cliente tem acesso total ao servidor. Isso permite que o usuário rode toda e qualquer aplicação através dele.

Colocated servers
O último entre os seis tipos de servidores disponíveis é também o menos comum entre os citados. Nele, você coloca o seu próprio servidor na empresa de web hosting, sendo assim o único responsável por ele. Se o sistema falhar, você é o responsável pela sua manutenção.

Muito mais fácil escolher agora, né? E vocês? Já conheciam as diferenças entre os servidores?


Fonte: Vivo Empresas Blog