PDA

Ver Versão Completa : Pequenas operadoras aproveitam para atacar grandes rivais por limite na internet



Josemsud
25-04-16, 06:37 AM
https://3.bp.blogspot.com/-yqFtsCy7cZ8/Vx2iZ_JtxUI/AAAAAAAANPg/V1SaGuzyAPc8n4Ni-XIYF0ahqivIgw8BACLcB/s1600/copel%2Btelecom%2Binternet%2Bsem%2Blimites.png


Copel Telecom, Sercomtel, TIM Live, Cabo Telecom e Algar Telecom criaram materiais publicitários cutucando a franquia na banda larga fixa.


Se tem 'gente' querendo ganhar fama e prestígio com toda a repercussão causada pela ideia de colocar limite na internet banda larga fixa, esses são os pequenos provedores de internet. Eles são minúsculos mesmo, com menos de 1 milhão de clientes, mas agora buscam a oportunidade para 'venderem seus peixes', mostrar que pensam no consumidor, e atrai-lo às suas bases de assinantes.

Foram preparados diversos materiais de comunicação. Tem publicações nas redes sociais, banners em revistas e até comerciais de TV. Veja abaixo o que algumas operadoras estão achando da ação das suas concorrentes maiores.

Copel Telecom

A Copel Telecom é de longe a mais ousada. A operadora contratou a agência Master Comunicação para produzir três peças publicitárias fazendo referência a limitação que algumas empresas querem impor. Utilizando cenas da vida real, a Copel Telecom mostra como seria se tudo tivesse um limite.

https://2.bp.blogspot.com/-_Vlwa603H28/Vx2jcz6wVLI/AAAAAAAANPs/DPi5CeKStncVTURwgnlZ5NyspXNFX05ewCLcB/s1600/Menos%2Blimites%2Bmais%2Bconfian%25C3%25A7a%2BCope l%2BTelecom.png

Em um dos vídeos, o carro começa a andar em velocidade reduzida, até que para de vez. No outro, temos uma senhora tentando sair de moto para entregar flores, mas o portão da garagem é muito lento para abrir e depois fecha, impedindo a sua saída. E no terceiro comercial vemos um rapaz comprando um pacote de batatas fritas extra-grande, que na verdade é bem pequeno. Clique no play abaixo e deixe rolar, juntamos os três vídeos para você:



https://www.youtube.com/watch?list=PLoGCg6Zvm3m3ATiLweoNtIOaip91n3Y9h&v=BNlpUYYHY1Q

Por meio de um comunicado, a Copel Telecom ainda fala sobre o posicionamento recente da Anatel sobre o assunto. "A Anatel não obriga nenhuma empresa a se adaptar ao novo sistema. Sugere, permite, mas não obriga. E nós da Copel Telecom acreditamos que, acima de tudo, a internet não tem limites", afirma o texto.

Sercomtel

Para falar diretamente com o público jovem, a Sercomtel utilizou a atriz, cantora e apresentadora Maísa, do SBT, para dar o recado: "A Sercomtel não é boa só no celular não. Ela não limita a utilização da internet fixa. Entre no site e confira mais", diz a artista.

TIM Live

O serviço de ultra banda larga fixa da TIM foi o primeiro a manifestar ser contrário ao uso de franquias de dados na internet. Aproveitando o momento de lançamento da sua nova marca (http://www.minhaoperadora.com.br/2016/04/tim-lanca-nova-marca-para-o-brasil.html) e novo slogan no Brasil, o CEO da operadora, Rodrigo Abreu, disse a frase "Não vamos implementar limite de franquia na banda larga fixa (http://www.minhaoperadora.com.br/2016/04/tim-quer-ser-operadora-mais-querida-do-brasil.html)". Não demorou muito para o marketing utilizar esta declaração a seu favor, espalhando nas redes sociais a posição do presidente da empresa e buscando atrair olhares dos internautas.

Não parou por aí. A operadora comprou espaço na mídia impressa presente na área em que atua. "A TIM ouviu você. E a nossa ultra internet fixa, TIM Live, não tem limite de franquia de dados. Isso é fazer diferente", alfineta à concorrência o anúncio.


https://2.bp.blogspot.com/-zyOCPiu_WWs/Vx2hLAYkHAI/AAAAAAAANPU/5VDNfjdXK3cpHgac8VusYP25Ysxr30cfACLcB/s1600/TIM%2BLivre%2Bn%25C3%25A3o%2Bvai%2Blimitar%2Ba%2Bi nternet%2Brevista.jpg

Cabo Telecom

Temos mais uma empresa que tenta mostrar que é melhor do que as rivais por não querer controlar o uso da internet dos brasileiros. A empresa lançou o selo "Na Cabo Telecom você navega sem limite. Como sempre foi" e publicou um comunicado em sua fan page no Facebook afirmando que "atualmente não concorda com esta prática das empresas concorrentes!!!"


https://3.bp.blogspot.com/-VjptGn_fmp8/Vx2iDX-A84I/AAAAAAAANPc/yciq3PCC0hY0mQtb0YDWsQS9kycdp9HdgCLcB/s1600/Cabo%2BTelecom%2Bn%25C3%25A3o%2Bvai%2Blimitar%2Bin ternet%2Bfranquia.png

Com a ação, a Cabo Telecom recebeu uma enxurrada de elogios e parabenizações dos consumidores. Um deles chegou a comentar que estaria efetuando um pedido do serviço da empresa naquele exato momento. Bom, pelo visto a proposta deu certo.

Algar Telecom

A empresa do Grupo Algar já tirou sarro da internet limitada (http://www.minhaoperadora.com.br/2015/11/operadora-nao-bloqueia-internet-apos.html) da concorrência, mas a indireta foi dedicada ao setor de telefonia móvel. Alguns comerciais com a participação do ator Reynaldo Gianecchini mostraram os benefícios de uma internet sem bloqueio.


https://1.bp.blogspot.com/-D6-VRVsKQP8/Vx2ld2mEMcI/AAAAAAAANP4/VGFbJjh3wmMBPg_DgCmZWD5ebHu2xGaFwCKgB/s1600/Algar%2BTelecom%2Bvelocidade%2Breduzida%2Binternet .png

Entre o final de 2014 e início de 2015, todas as quatro maiores operadoras de celular do Brasil anunciaram que não iriam mais reduzir a velocidade da internet (http://www.minhaoperadora.com.br/2014/10/operadoras-querem-o-fim-da-velocidade.html), mas sim cortar de vez a conexão, obrigando o consumidor a contratar um pacote adicional se quiser continuar tendo acesso à rede.

Área de abrangência restrita

É só uma pena que todas essas empresas tenham coberturas limitadas a pequenas regiões do país. A Algar Telecom (http://www.algartelecom.com.br/) (ex-CTBC), que acabamos de citar, só vende planos de telefonia para pessoas físicas em algumas pacatas cidades de Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e São Paulo. Sua sede fica em Uberlândia, MG.

A Copel Telecom (http://www.copeltelecom.com/) é uma empresa subsidiária da Companhia Paranaense de Energia, e atende a algumas poucas cidades do estado do Paraná. A Sercomtel (http://www.sercomtel.com.br/) é outra que está presente apenas no Paraná, com sede na cidade de Londrina.

Saindo um pouco do Sul, temos o TIM Live (http://www.timlive.com.br/), com cobertura somente em bairros nobres e bem populosos do Rio de Janeiro e São Paulo. Do Sudeste vamos para o nordeste, pois é no Rio Grande do Norte, e apenas lá, que temos a Cabo Telecom (http://www.cabotelecom.com.br/).

Enquanto isso, a massiva população brasileira tem apenas cobertura das gigantes Oi (http://www.oi.com.br/), Vivo (http://www.vivo.com.br/) e NET (http://www.net.com.br/), que investiram bilhões de reais em infraestrutura para cabear centenas de cidades com banda larga, e agora querem receber o retorno financeiro. Elas são poderosas mesmo e, mesmo com o descontentamento de muitos, devem vencer a guerra pelo limite na internet fixa (http://www.minhaoperadora.com.br/2016/04/anatel-proibe-operadoras-de-limitarem-internet.html).

Fonte: Minha Operadora (http://www.minhaoperadora.com.br/2016/04/pequenas-operadoras-aproveitam-para-atacar-rivais-por-limite-na-internet.html)

thiagomocci
25-04-16, 09:34 AM
A Vivo se queimou bem mais que Net e Oi dessa vez pois foi pioneira na palhaçada como já foi no corte da conexão na telefonia móvel.

A Oi, ao que parece, não vai conseguir colocar em prática os cortes/redução por falta de estrutura tecnológica para tal, e a Net vai se aproveitar da insensatez da Vivo e provavelmente vai continuar como é hoje.

fulvio108
25-04-16, 10:31 AM
O maior problema mesmo é o governo. As empresas e os clientes sofre com um imposto de 50%... isso vem cobrado em nossa fatura. Com tanto dinheiro indo pro lugar errado.. fica difícil baratear os custos de infraestrutura e também repassar valores menos para nós. Todo mundo bateu na VIVO, OI e CLARO... e se esqueceu que o governo brasileiro continua sendo o maior vilão do desenvolvimento de infraestrutura e tecnológico do país.

Pena

Fulvio

GabsBar
25-04-16, 12:48 PM
Uma pena que essas operadoras sejam de outros estados... Estou cansada da Oi, pelo péssimo suporte técnico que oferece.

Se tivesse oportunidade, mudaria sem dúvida.

Juvenil-Wille
25-04-16, 05:55 PM
Eles são minúsculos mesmo, com menos de 1 milhão de clientes, mas agora buscam a oportunidade para 'venderem seus peixes', mostrar que pensam no consumidor, e atrai-lo às suas bases de assinantes.

Enquanto isso, a massiva população brasileira tem apenas cobertura das gigantes Oi, Vivo e NET, que investiram bilhões de reais em infraestrutura (http://bhcidadao.com.br/saude-educacao-infraestrutura-e-logistica/) para cabear centenas de cidades com banda larga, e agora querem receber o retorno financeiro.

Lamento mas eu discordo da parte e agora querem receber o retorno financeiro, pois as operadoras não são obrigadasa erntregar nem 100% da velocidade vendida, no caso se me vendem um pacote de 10MB e entregam 2MB de velocidade, não posso reclamar pois está dentro da lei.

Então a desculpa que querem o retorno do investimento não cola, não existe nem mesmo um investimento de qualidade, o que existe é um roubo legalizado, onde o governo lucra com os impostos, transfere entre as contas bancárias particulares e a sociedade (nos) que temos de pagar por tudo.

Falei besteira?
Então veja; Limite de Dados e Corrupção entre ANATEL e Operadoras Flagrada em Restaurante (https://forum.vivo.com.br/threads/8111-Limite-de-Dados-e-Corrup%C3%A7%C3%A3o-entre-ANATEL-e-Operadoras-Flagrada-em-Restaurante?p=31247&viewfull=1#post31247) e também Presidente da Anatel (https://forum.vivo.com.br/threads/8111-Limite-de-Dados-e-Corrup%C3%A7%C3%A3o-entre-ANATEL-e-Operadoras-Flagrada-em-Restaurante?p=31251&viewfull=1#post31251), agora cá entre nós, você ficaria satisfeito se comprasse uma dúzia de ovos, pagasse o valor integral e só pudesse levar 3 ovos pra casa?

Matthew
27-04-16, 01:09 AM
Botaa Clicknet aí, que não é tão pequena e atua na Região Metropolitana de Campinas... só que ela faz o que a Vivo vai fazer... haha! :P