PDA

Ver Versão Completa : Com iOS 11.3 Apple quer unir pacientes e dados médicos



mmelo76
30-01-18, 10:22 AM
http://idgnow.com.br/idgimages/imagefolder.2018-01-04.2431753300/medicodestaque_625.jpg


Com beta do novo sistema, empresa de Cupertino já iniciou testes do recurso Health Record com 12 centros médicos dos EUA

A Apple anunciou que o ainda inédito iOS 11.3 permitirá que os pacientes visualizem registros médicos eletrônicos (EMRs) e outras informações médicas sobre eles próprios em iPhones e iPads.

O novo recurso Health Records usa o app existente Health (lançado em 2014 com o iOS 8) para permitir que centros médicos se conectem com seus sistemas EMR por meio de uma API para compartilhar dados entre provedores e pacientes.

A ferramenta atualmente está disponível para os pacientes de 12 hospitais dos EUA por meio do beta do iOS 11.3, de acordo com a Apple.

“Nos próximos meses, mais centros médicos irão se conectar com o Health Records para oferecer acesso ao recurso aos seus pacientes”, afirmou a empresa de Cupertino em um comunicado sobre o assunto.

Os centros médicos que se inscreveram para testar o Health Record incluem:

Johns Hopkins Medicine - Baltimore, Md.

Cedars-Sinai - Los Angeles, Calif.

Penn Medicine - Philadelphia, Pa.

Geisinger Health System - Danville, Pa.

UC San Diego Health - San Diego, Calif.

UNC Health Care - Chapel Hill, N.C.

Rush University Medical Center - Chicago, Ill.

Dignity Health - Arizona, California and Nev.

Ochsner Health System - Jefferson Parish, La.

MedStar Health - Washington, D.C., Maryland e Virginia

OhioHealth - Columbus, Ohio

Cerner Healthe Clinic - Kansas City, Mo.

https://i2.wp.com/cdn.macrumors.com/article-new/2018/01/health-records-ios-11.3.jpg?zoom=1.25&w=1140&ssl=1

No ano passado, desenvolvendo a partir da sua plataforma de tecnologia para saúde, a Apple lançou o HealthKit, uma API para desenvolvedores que fazia parte do kit de desenvolvimento de software do iOS; ela permite que desenvolvedores terceirizados criem aplicativos que possam ser usados pelo app Health. Saúde e tecnologia: A SONDA te explica o que é a telemedicina e como ela facilita a gestão hospitalar Patrocinado

Na semana passada, a Apple anunciou o update para o aplicativo Health com o beta do iOS 11.3, permitindo que os usuários visualizem seus registros médicos no iPhone. A seção atualizada Health Records, dentro do app Health, reúne hospitais, clínicas e o app existente para facilitar a vida do usuário na hora de visualizar dados médicos disponíveis a partir de diversos provedores sempre que quiserem.

O CIO do CareGroup Healthcare System e professor de tecnologia educacional na Harvard Medical School, John Halamka, afirmou que o compartilhamento dos registros médicos algumas vezes será feito apenas entre provedores de saúde e outras vezes entre o paciente e o provedor.

Em um cenário de compartilhamento entre provedores de saúde, um radiologista pode compartilhar informações com um médico especializado em cardiologia, por exemplo. Já numa situação de compartilhamento entre provedor e paciente, um médico pode compartilhar os resultados de exames com um paciente, que poderá então agendar a próxima consulta.

“A Apple está acelerando significativamente a abordagem provedor para paciente para provedor com o iOS 11.3”, afirmou Halamka.

O Health Information Technology for Economic and Clinical Health (HITECH) Act, de 2009, exigia que centros médicos liberassem os registros médicos e provassem por meio de padrões Meaningful Use que estavam funcionam como exigido.

Apesar dos padrões Meaningful Use exigirem que todo prontuário eletrônico (EHR) tenha um portal do paciente, os registros não eram compartilhados de maneira simples entre centros médicos diferentes.

“Se você tem 5 provedores, você provavelmente tem 5 portais”, destaca Halamka. Assim, cada vez que um paciente quiser visualizar informações de saúde, terá de fazer login em vários portais.

O novo recurso Health Records, da Apple, permitirá que os pacientes visualizem seus dados médicos disponíveis a partir de vários provedores, sempre que quiserem – acabando assim com a necessidade de múltiplos logins.

https://i1.wp.com/www.healthcareitnews.com/sites/default/files/iphone-ehr-app-screensnaps-712.jpg?zoom=1.25&w=1140

No passado, os consumidores expressaram preocupação por algo tão pessoal quanto um registro médico ser introduzido em formato eletrônico. As informações de saúde estão entre os dados mais sensíveis existente porque, uma vez que forem capturados, podem ser usados por cibercriminosos para ações maliciosas por toda a vida.

Um estudo de 2016 do Brookings Institute mostrou que, desde o final de 2009, as informações médicas de mais de 155 milhões de norte-americanos foram expostas sem suas permissões por meio de cerca de 1.500 vazamentos.

A perspectiva desses dados de saúde serem compartilhados pela Apple em aparelhos móveis poderiam aumentar esses temores dos usuários.

No entanto, Halamka destacou que nenhuma informação será armazenada pela Apple. “Todos os dados serão criptografados e protegidos por biometria (impressão digital ou reconhecimento facial) nos smartphones. Os pacientes poderão escolher quais dados vão compartilhar com os aplicativos.”

Os pacientes das instituições médicas participantes desse teste inicial terão informações de vários centros organizadas em uma única visualização e receberão notificações regulares sobre seus resultados de exames, condições, imunizações, medicamentos, procedimentos e estatísticas vitais. Os pacientes também receberão notificações quando os dados forem atualizados.

“Organizar o compartilhamento de informações entre os pacientes e seus cuidadores pode representar um grande avanço no sentido de tornar a experiência do paciente positiva”, afirmou a CIO do Johns Hopkins Medicine, Stephanie Reel, em comunicado sobre o assunto. “É por isso que estamos animados em trabalhar com a Apple para tornar o acesso seguro a registros médicos a partir de um iPhone algo tão simples quanto acessar um e-mail.”

Fonte: PDABR (https://pdabr.com.br/com-ios-11-3-apple-quer-unir-pacientes-e-dados-medicos/)

JeanSilvany
30-01-18, 04:01 PM
Rumores que teremos o serviço com o SUS. AHEUHEUAHEUA